pulo

23 de jul de 2015

Um dia depois do outro...



Momento fofura triste do dia:

Eu e Lilica tristes pela morte de Xenna.

Após Frida, vulgo furacão branco, ser devidamente imobilizada debaixo de minha pernas, rs; Lilica se aproxima, senta na minha frente e encosta a testa dela na minha.

Ficamos longos minutos assim, olhos nos olhos, ora testa com testa, ora focinho com nariz; ela lambendo minha orelha de leve, enquanto eu falava baixinho na orelha dela sobre o ocorrido no dia anterior. Depois outros longos minutos com ela apoiando a cabeça no meu ombro.

Lilica fitava-me profundamente; alma dela com a minha, através do mais singelo olhar.

Ambas saudosas, ambas tristes, nos confortando mutuamente.

Quem diz q animal não tem sentimentos; nunca teve um animal convivendo com ele.


Xenna




Num dos dias mais tristes de minha vida; (22/07/15) prefiro lembrar dela alegre e saudável...

Xenna foi em paz e sem mais sofrimentos...

Q ela continue cuidando de mim e dos meus lá no outro lado, do mesmo modo que fazia aqui...

Obrigada a todos que se fizeram presentes ao meu lado, no pensamento ou no coração.




4 de jan de 2015

Nova Religião Mundial




A Vindoura Religião Mundial Única

Virou o ano e os sonhos voltaram...

Estava com uma amiga e conversávamos sobre a tal novidade mundial; uma religião que foi abraçada por muitos, inclusive de segmentos bastantes diferentes.

Debatíamos o que estava por trás dessa história, pois além da união entre Católicos e Pentecostais; ocorreu inclusive a adesão em massa dos Neo-Pentecostais. Religiões fora desse segmento Cristão já estavam se aproximando, em nome de uma válida paz, tudo decorrente dessa nova onda religiosa mista.

Era algo até meio holístico, onde o Salvador de cada credo não era deixado de lado ou mesmo rebaixado, muito pelo contrário; mas a ideia de união em prol de um bem maior era o principal meio de conquista.

Eu via tudo e achava graça, pq não era algo novo que estava caracterizando a evolução humana; muito pelo contrário, era a mesma fórmula de apropriação de culto para posterior unificação e modernização, tão característica e já vista nos milênios desse planeta.

Lembro que achávamos interessante ver preceitos e cultos dessa religião utilizando tanta coisa que para nós duas eram normais e corriqueiras em nossas práticas/filosofias/crenças/ideologias que chegava ao absurdo de questionarmos como ninguém percebia isso, inclusive no meio pagão/místico/esotérico/espiritualizado da época.

Falei até sobre a enganação que estava por traz disso tudo; o bando de almas enganadas e a quantidade de energia usurpada; afinal de contas, ao atravessar determinados portais, essas pessoas seguramente não encontrariam espíritos de luz.

E a massificação que cria seres superficiais, sem capacidade crítica, atuante e muito menos pensante, aumentava drasticamente no planeta; tudo em nome de uma paz, de uma evolução mundial, de um crescimento planetário, que no fim, aproximava ainda mais as trevas do coração humano.

É preciso ficar atento!!!!